Header Ads

Ainda com chances, Cena pode se classificar por número de cartões ou até em sorteio

Tricolor precisa vencer na última rodada, torcer pelo líder Avaí e ter boa disciplina para não precisa ver a classificação decidida em sorteio

Cena precisa vencer por dois gols de diferença e torcer pelo
Avaí para se classificar sem sustos (Foto: Almir Portela)
Não é fácil, mas o Cena segue com motivos para acreditar na classificação à segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Junior. Mesmo com as derrotas para Avaí/SC e Mauá/SP nas duas primeiras rodadas do grupo 26 e ocupando a lanterna da chave sem nenhum ponto, o time de Nova Andradina tem chances reais de avançar, precisando apenas vencer na última rodada.

Com três pontos a menos que Mauá e Atlético/CE, o Tricolor pode igualar a pontuação de ambos caso vença a equipe nordestina na última rodada da primeira fase e o líder Avaí supere os donos da casa. Neste caso, os catarinenses terminariam com nove pontos e na primeira colocação, enquanto todos os outros três times ficariam empatados com três pontos.

É ai que entra o regulamento da Copinha. Conforme o artigo 13 da competição, os critérios de desempate são, nesta ordem: maior número de vitórias, saldo de gols, maior número de gols marcados, menor número de cartões vermelhos, menor número de cartões amarelos, confronto direto (apenas quando o empate é entre duas equipes, não sendo considerado quando por três ou mais) e, por fim, sorteio.

Supondo uma vitória do time sul-mato-grossense na última rodada e derrota dos concorrentes, todos terminariam a fase com uma vitória, exigindo assim o avanço ao segundo critério, o saldo de gols. Atualmente o Cena é a equipe com pior saldo da chave, com dois gols negativos, enquanto o Mauá tem um gol negativo e o Atlético/CE está com saldo zerado após vencer o primeiro jogo por 3 a 1 e ser derrotado em outro pelo mesmo placar.

Uma vitória do Cena e derrota do Mauá, independente do placar, já eliminaria o time paulista que ficaria com saldo de gols pior ao do Tricolor do Vale. A disputa seria então contra os cearenses.

Caso o Cena vença na última rodada por dois gols de diferença, garante a classificação sem maiores cálculos, já que ficaria com saldo zerado, enquanto o time do Nordeste cairia para dois negativos, no entanto, caso a vitória ocorra pelo placar mínimo, as duas equipes empatariam em saldo (-1 para ambos), número de gols marcados (já que o Atlético fez, até o momento, um gol a mais que o Cena) e o desempate iria para o número de cartões.

Como não houve nenhum jogador expulso nos quatro jogos do grupo, caso haja no confronto entre Cena e Atlético/CE, o atleta não só prejudicará sua equipe na partida, como poderá resultar na eliminação. Na hipótese de ambos terminarem com os 11 jogadores em campo, o desempate iria para o número de cartões amarelos, onde, no momento, ambos os times foram advertidos cinco vezes, desta forma, persistindo o empate nesse critério, o segundo classificado da chave seria decidido por sorteio.

“A gente se reuniu após o jogo e passei essa situação pra eles [atletas]. Vamos trabalhar a cabeça dos jogadores e deixa-los bem tranquilos para conseguir a vitória e buscar essa classificação. Vamos focar no jogo e trabalhar em cima das características do Atlético e também em cima dessas situações que podem nos dar a classificação”, disse o técnico do clube, Éder Baratella.

A partida decisiva diante do Atlético/CE acontece na próxima quinta-feira (9), às 12h, no estádio Pedro Benedetti, em Mauá. Após o jogo, Avaí e Mauá se enfrentam, definindo os dois classificados para a segunda-fase.
Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.