Header Ads

Sete vira pra cima do Comercial nos acréscimos e confirma classificação às semifinais

Classificado, Sete enfrenta vencedor do confronto entre Águia
Negra e Novo (Foto: Reprodução/Rogério Vidmantas)
O Sete de Setembro está classificado para as semifinais do Campeonato Sul-Mato-Grossense. Com a vantagem do empate diante do Comercial após ter vencido o primeiro jogo em casa, o time douradense não só evitou a derrota como voltou a vencer o Colorado, desta vez por 3 a 2, de virada, no estádio Morenão e garantiu mais uma vez um lugar entre os quatro melhores do estadual.

Precisando vencer para avançar, o Comercial até conseguiu fazer o resultado que necessitava, ficando a frente no placar aos 35 minutos do primeiro tempo, com o gol de Roger. No entanto, a vantagem durou apenas cinco minutos, já que aos 40, Thiaguinho deixou tudo igual.

Na segunda etapa, Jefferson virou o placar para o Sete aos 13 minutos, colocando os visitantes muito próximos da vaga. O Comercial até criou esperanças aos 37, quando Luiz Ricardo voltou a empatar o confronto, porém já nos acréscimos, Jefferson, novamente, aproveitou contra-ataque e fez o gol da classificação do time douradense.

O Sete agora aguarda a definição do confronto entre Águia Negra e Novo, que se enfrentam em Rio Brilhante, para conhecer o próximo adversário no estadual. Já o Comercial, eliminado, inicia o planejamento para a Série D do Campeonato Brasileiro, onde o time estreia em maio.

O jogo

Mesmo sem a obrigação de correr atrás do placar, foi o Sete quem começou a partida propondo as ações e criou as melhores oportunidades de gol nos primeiros minutos. Com cinco minutos, o goleiro Jefferson já havia aparecido duas vezes, primeiro intervindo com o pé um chute de Thiaguinho Mattos e depois espalmando uma forte conclusão do estreante Wilson Sadan. O Comercial só foi aparecer com perigo no campo de ataque aos 11 minutos, em chute de Jorge Henrique que o Wendell, arqueiro do time douradense, tirou com o pé.

O Sete seguia com maior posse de bola e aparecendo mais no ataque. Aos 23 minutos, o atacante Leandrinho teve duas chances de abrir o placar, primeiro recebendo lançamento, que a defesa comercialina não conseguiu cortar, e parando no goleiro Jefferson, no ataque seguinte, em tentativa pela ponta esquerda, o arqueiro do time da capital defendeu novamente. Se a criação já estava difícil para o Comercial, ficou ainda mais complicado aos 26 minutos, quando meia Jorge Henrique, quem mais tentava fazer a ligação para os atacantes, saiu com dores no joelho.

Sem seu principal jogador, o Colorado começou a explorar as jogadas pelas laterais e a mudança de postura colocou o time com mais intensidade no ataque. Aos 33 minutos, Roger quase marcou de cabeça após cobrança de escanteio. Dois minutos mais tarde, Luiz Ricardo segurou a bola pela ponta esquerda, achou Leno entrando na área e passou, o volante encontrou Roger no meio da área, e com espaço, o atacante teve tempo de ajeitar e mandar no canto esquerdo do goleiro Wendell, que não conseguiu alcançar, deixando o Comercial com o placar que precisava para se classificar.

A vantagem, no entanto, não durou muito. Logo no primeiro ataque após o gol, o zagueiro Andrerson quase marcou contra ao cortar cruzamento pela esquerda que chegaria em Leandrinho. Aos 40 minutos, porém, não teve jeito. Com espaço, o zagueiro Ramon Baiano foi carregando a bola pelo meio e quando viu Thiaguinho Mattos passando, deu belo passe, e o deixou tudo igual novamente.

Novamente com a classificação nas mãos, o Sete voltou para o segundo tempo decidido a definir o resultado o quanto antes. Com apenas 30 segundos, o atacante Jefferson criou a primeira boa chance ao bater da entrada da área por cima. Dois minutos depois, Thiaguinho finalizou bem, porém Querino cortou. O gol madurou até os 13 minutos, quando Sadan deu belo passe para Jefferson na ponta direita e o atacante bateu cruzado, para virar o placar.

O gol obrigava o Comercial a fazer pelo menos dois gols para se classificar e para isso, o técnico Valter Ferreira colocou o atacante Cassiano e o meia Rafael Ricardo no lugar dos volantes Nikki e Lucas Paulista. Assim, o Colorado passou a pressionar, tentando criar por meio de lançamentos diretos e bolas paradas. O Sete, com o resultado favorável, se fechou no campo de defesa e cadenciou mais o jogo.

A proposta do time douradense foi eficaz até os 35 minutos, quando o Comercial voltou a aparecer com mais perigo. No primeiro ataque, o lateral Júlio Cesar apareceu pelo meio e de canhota, mandou ao lado, no entanto, dois minutos mais tarde as forças do Colorado foram renovadas, quando Luiz Ricardo aproveitou sobra na área e mandou forte, no canto direito de Wendell, empatando novamente a partida.

Nos minutos finais a partida se tornou um típico ataque contra defesa. O Comercial foi todo para o ataque e o Sete fixou o time todo no campo de defesa para segurar o resultado. Mesmo com seis minutos de acréscimos, o Colorado não conseguiu criar uma grande oportunidade, então os visitantes aproveitaram no último lance do jogo para confirmar a classificação. Em contra-ataque, o atacante Jefferson recebeu contra apenas um marcador, passou em velocidade e chutou na saída do goleiro comercialino, para definir garantir novamente um lugar entre os quatro melhores do estadual.


Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.