Header Ads

Procurador que arquivou processos contra Operário é afastado e terá conduta investigada

Yatros arquivou processos que pediam punição ao Operário por
escalação irregular do volante Eduardo Arroz (Foto: Divulgação)
O procurador do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/MS), Thiago Monteiro Yatros, está suspenso por 30 dias da função e passará por investigação de conduta. Yatros foi o responsável por analisar o polêmico caso de escalação irregular do volante operariano Eduardo Arroz que foi arquivado, aceitando a defesa do alvinegro de que a pena já havia prescrito, pela denúncia ter sido feita após 60 dias da infração.

A medida tomada pela presidente da TJD/MS, Celina de Mello e Dantas Guimarães, na noite desta terça-feira (18) se deu por conta das acusações de que o procurador seria torcedor do Operário e teria um escritório em sociedade com o assessor Jurídico do Galo, Rafael Meirelles. O Corumbaense, um dos clubes que acionaram o Tribunal pedindo a punição da equipe da capital, recorreu ao arquivamento do caso e pediu na última segunda-feira (17) o afastamento de Yatros.

Desta forma, a presidente do Tribunal instaurou uma comissão investigativa  composta pelos auditores Eliezer Carvalho, Marcos Borges Ortega e Ramon Aniz Brizuena, que sob a presidência do primeiro, deverão, em trinta dias, apresentar um relatório conclusivo da conduta de Yatros no caso.

O caso

Titular em doze dos treze jogos do Operário no Campeonato Sul-Mato-Grossense, o volante Eduardo Arroz começou o estadual tendo de cumprir suspensão de dois jogos devido à punição recebida pelo TJD/MS ainda em 2016, quando defendia o Sete de Dourados. No entanto, o jogador atuou normalmente diante de União/ABC e Novo, em 1º e 5 de fevereiro, respectivamente, os dois primeiros compromissos do Galo na competição.

O caso veio a tona no último dia 10, quando Comercial e Urso denunciaram a irregularidade e ingressaram como pedido de punição ao Operário e até de paralisação do campeonato. O Corumbaense dias depois também pediu a exclusão do alvinegro, porém, na última quinta-feira (13), Thiago Yatros arquivou o caso alegando que a infração havia sido cometida há mais de 60 dias, ou seja, a denúncia havia sido feita fora do prazo previsto no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Assim, Corumbaense e Operário se enfrentaram normalmente pelo primeiro jogo das semifinais do estadual no domingo (16), com o Galo vencendo em pleno estádio Arthur Marinho por 1 a 0, gol marcado justamente por Eduardo Arroz. No próximo domingo (23) está marcada a partida de volta, no estádio Morenão, com os ingressos já estando à venda.


Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.