Header Ads

Por unanimidade, TJD dá vitória ao Naviraiense que segue na primeira divisão estadual

Todos os sete auditores votaram contrário à acusação do Ivinhema
(Foto: Reprodução/Facebook/Soares Filho)
Assim como dentro das quatro linhas, não deu para o Ivinhema nos tribunais. O Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul (TJD/MS) julgou improcedente a acusação do Azulão de que o Naviraiense teria escalado o lateral-direito Júlio Cesar Ferrari de forma irregular no confronto entre as equipes pela última rodada da primeira fase do estadual. Desta forma, as pontuações estão mantidas e o Ivinhema rebaixado à Série B.

O Ivinhema alegava que o jogador não teria condições no confronto vencido pelo Jacaré por 3 a 1 no estádio Virotão, em Naviraí, pois na data da partida ainda não tinha o registro efetivado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o que de fato só veio a acontecer na quarta-feira seguinte ao jogo (29/3), no entanto, o argumento não convenceu nenhum dos sete auditores presentes, com todos votando contra a punição do Naviraiense.

Para os julgadores, o fato de o lateral estar inscrito no BID da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) já o coloca em condições de jogo, visto que situação está descrita no regulamento geral do Campeonato Sul-Mato-Grossense, que foi lido e aprovado por todos os clubes, inclusive pelo Ivinhema. Júlio César estava regularizado na FFMS desde a quinta-feira que antecedeu a partida.

Com o resultado, portanto, o Naviraiense mantém os nove pontos conquistados no estadual e continua a frente do Ivinhema, que somou apenas seis pontos no grupo B da competição e acabou rebaixado para a segunda divisão estadual. O resultado cabe recurso, porém o Ivinhema não manifestou até o momento qualquer intenção a respeito.


Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.