Header Ads

Aniversariantes, técnicos de Águia e Novo querem classificação de presente para impulsionar carreiras

Virgílio faz sua estreia como técnico do Águia Negra
neste domingo, quando comemora 50 anos (Foto: Noé Faria)
Este domingo será especial para Bazílio do Amaral e Virgílio Ferreira Neto, técnicos, respectivamente, de Novo e Águia Negra, que se enfrentam às 17h no estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante, por um lugar nas semifinais. Além da expectativa pela partida mais importantes de suas carreiras, os treinadores vivem também a possibilidade de passar o dia do aniversário festejando a classificação ou então lamentando a eliminação do estadual.

Comemorando 50 anos neste domingo (9), Virgílio Ferreira terá pela frente justamente nesta data o seu primeiro jogo oficial como técnico em uma equipe profissional. Já Bazílio fará, nesta segunda-feira (10), 41 anos, e em seu primeiro trabalho como treinador tem a chance de passar a data tendo levado o Novo pela primeira vez às semifinais do estadual.

Com anos de experiência em outras funções, Bazílio admite que esta será uma chance especial de passar o aniversário comemorando a inédita vaga do Novo nas semifinais. Em 2014, porém, quando era auxiliar técnico do Capivariano, passou perto de comemorar o título da segunda divisão do Campeonato Paulista junto a mais um ano de vida, mas neste ano não pretende perder a possibilidade.

Bazílio Amaral, técnico do Novo
(Foto: Nelson Corrales)
“No meio profissional eu não tive uma oportunidade dessa. Fui campeão na A2 [segunda divisão do Campeonato Paulista] com o Capivariano e a final foi adiantada devido a Copa do Mundo, passando pro primeiro final de semana de abril. Se não houvesse a mudança seria bem no dia do meu aniversário. Na data e pelo momento assim nunca aconteceu. Vou ficar muito feliz em passar o aniversário comemorando a classificação, se realmente acontecer”, disse Bazílio.

Já para Virgílio, a partida terá duplo simbolismo. Recém-efetivado no cargo após o pedido de demissão de Tininho na última segunda-feira (3), o técnico irá estrear justamente no confronto decisivo para a sequência da equipe de Rio Brilhante na competição. Segundo ele, este será um momento único em sua trajetória profissional.

“Vou confessar, esse jogo vai ser o momento mais especial da minha carreira. É um desafio assumir como treinador e não teve nenhum outro jogo que caiu tão próximo assim do dia do meu aniversário. Esse sim, vai cair no dia, então acho que vai ser especial por isso e também pela importância para minha carreira”, afirmou o treinador do Águia.

Ambos os treinadores estão cientes da importância que o resultado desta partida terá em suas carreiras. Confiante de que está preparado para seguir como técnico, Virgílio, que por muitos anos foi auxiliar técnico de Chiquinho Lima, conquistando inclusive o último estadual, espera poder com a classificação seguir na função, apesar de não descartar voltar à função de auxiliar técnico ou até de preparador físico, que desempenhava até a saída de Tininho.

“Eu tenho a consciência de que eu vencendo essa partida e conseguindo a classificação eu dou um passo muito grande logo na estreia como treinador. Mas eu sei que o futebol é dinâmico, se eu tiver a oportunidade de seguir como treinador eu vou continuar, é o que eu quero, mas sei que tenho muito a aprender e se tiver que voltar às funções anteriores não terei nenhum problemas. Muito vai dos próximos resultados”, conta o Virgílio.

Pelo mesmo processo passou o treinador do Novo, que chegou já durante o estadual, estreando na segunda rodada após a saída de Mauro Marino. Com o elenco já montado, teve de se adaptar ao grupo e conseguiu aos poucos deixar o time com sua cara. Agora, de acordo com Amaral, a meta é seguir avançando e quem sabe ir até a decisão.

“Meu objetivo era conseguir um bom elenco e chegar as finais, sempre com muito respeito, mas quero ir o mais longe possível e se possível estar na decisão. Tivemos problemas, mas o time amadureceu e a prova disso foi o bom resultado conquistado na primeira partida”, comentou Bazílio, exaltando a vitória por 2 a 0 sobre o Águia no primeiro jogo das quartas de final, em Campo Grande.

O confronto

Com melhor campanha na primeira fase, o Águia Negra tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais, ou seja, precisa vencer por dois gols de diferença para avançar se fase. Já o Novo pode empatar ou até perder por um gol que ainda assim se classifica.

Para o jogo, o time da capital irá manter o mesma base que iniciou o primeiro jogo em Campo Grande, saindo apenas o volante Rafael, que será substituído por Léo Colman ou Maguilla. No ataque, Kiko, com um desconforto no joelho é dúvida, podendo Vilmar entrar em seu lugar. Destaque da partida de ida com dois gols marcados após entrar no segundo tempo, o atacante Luan segue no banco e deverá novamente ser opção durante o jogo. O Novo não terá também o atacante Michel, que foi afastado do grupo.

Já no lado do Águia, o principal reforço é a volta do atacante Guilherme, que passou boa parte da primeira fase contundido e retorna ao time, apesar de admitir não estar totalmente recuperado. Outro que estará à disposição é o também atacante Amarildo Ristof, que chegou durante a semana e já foi regularizado. No restante, o time deverá manter as peças que jogaram o primeiro jogo contra o Novo.


Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.