Header Ads

Corumbaense tem melhor média de público no estadual; Operário e Comercial vêm logo atrás

O Corumbaense pode em mais um ano fechar o Campeonato Sul-Mato-Grossense com a melhor média de público dentre todos os participantes. Com cinco jogos disputados no estádio Arthur Marinho até o momento, o Carijó lidera com folga a disputa contra Operário e Comercial – equipes que vêm logo abaixo – tendo levado mais de 3,3 mil torcedores em média aos jogos em casa, contra 2,2 mil e 1,4 mil, respectivamente, dos clubes da capital.

Nas cinco partidas jogadas em casa, o Corumbaense levou um total de 16,6 mil pessoas ao Arthur Marinho, tendo como maior público justamente a partida de estreia, onde 4,2 mil pessoas foram presenciar a vitória sobre o Águia Negra por 1 a 0. Para se ter a dimensão do quanto significa esta média, no jogo com menos torcedores em Corumbá, o empate em 1 a 1 com o Sete de Dourados, mais de 1,6 mil pessoas compareceram ao estádio. Este público supera o jogo com mais torcedores de nove dos outros onze times do estadual. Somente Comercial e Operário tiveram jogos com público superior a este.


Média de público no Arthur Marinho supera três mil presentes
(Foto: Carlos Cruz/TV Morena)
Um fator que explica a grande presença de torcedores no estádio em Corumbá é a boa fase do time. Único invicto nesta edição do estadual, o Carijó montou um elenco tido por muitos como um dos mais fortes para a luta pelo título. Apesar da empolgação inicial, a sequência de empates nas rodadas iniciais acarretou em uma leve queda de público no Arthur Marinho, no entanto, após a chegada do técnico Douglas Ricardo e a volta às vitórias, o Carijó conseguiu manter sempre públicos acima de três mil nos jogos em casa.

Dupla Comerário sofre com altos e baixos

Tentando alcançar o Corumbaense na ‘disputa’, a dupla Operário e Comercial aparece logo atrás na lista de maiores médias de público, no entanto, sofrem com os altos e baixos públicos que se alternam no Morenão.

Com média de 2,2 mil presentes por partida, o Galo deve esses números muito aos dois primeiros jogos como mandante. Na estreia, diante do União/ABC havia o ‘fator novidade’ no estádio Morenão que havia sido recém-aberto e a partida seguinte foi justamente o clássico diante do Comercial, onde mais de 6,7 mil pessoas assistiram a vitória por 3 a 1. Após estes jogos, o alvinegro teve como melhor público os 642 torcedores diante do Novo, chegando até a contar dois jogos na casa dos duzentos presentes, diante de Costa Rica e Serc.

Clássico entre Operário e Comercial contou com o melhor público do estadual até aqui (Foto: Raul Rodrigues)

Pelo mesmo passou o Comercial, que tem média de 1,4 mil torcedores por jogo, mas conseguiu casa ‘cheia’ apenas no jogo de estreia diante do Novo, que marcou a reabertura do Morenão, e no clássico contra o alvinegro, no segundo turno, tendo nas partidas seguintes públicos entre 300 e 500 presentes.




Jogos às moscas

Morenão vazio: cena comum em jogos do União/ABC
como mandante (Foto: Nyelder Rodrigues/MSEC)
Na sequência do ranking, nenhum dos clubes conseguiu manter média superior aos mil presentes, com destaque negativo principalmente para Ivinhema e União/ABC, clubes que tiveram os piores públicos do estadual durante a primeira fase.

Com média de apenas 224 torcedores, o União é o último da lista, tendo três dos cinco piores públicos no estadual – todos na casa dos cem presentes. Recém-promovido à primeira divisão, a equipe que já rodou por várias cidades do Estado não conta com grande torcida por fatores como o curto tempo no futebol profissional e também a concorrência que há na capital.

Logo acima na lista, o Ivinhema encerrou sua campanha na elite estadual com média de dois torcedores a mais que o União e levará a marca nada desejada de ter tido o jogo com o pior público da competição no empate em 1 a 1 contra o Sete de Setembro.

Expectativa de melhores públicos

Com o início das quartas de finais no próximo final de semana, a expectativa é que aconteçam melhores públicos desta etapa em diante. Cada equipe jogará ao menos um jogo em casa e até três, para aqueles que chegarem à decisão.

Neste sábado, o União/ABC tem a chance de melhor sua média no primeiro duelo diante do Corumbaense. No dia seguinte será a vez de Novo, Sete de Setembro e Urso jogarem diante de seus torcedores.

Confira a média de público por jogo de cada equipe no estadual:

1º Corumbaense – 3.319
2º Operário – 2.206
3º Comercial – 1.400
4º Águia Negra – 743
5º Sete de Setembro – 600
6º Serc – 572
7º Novo – 520
8º Urso – 463
9º Naviraiense – 342
10º Costa Rica – 288
11º Ivinhema – 226
12º União – 224

Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.