Header Ads

Empurrado pela torcida, Sete vence River/PI e se classifica à segunda fase da Copa do Brasil




Logo em sua primeira participação, time de Dourados
consegue avançar à segunda fase (Foto: Reproduçao)
Um entrava em campo invicto no ano, enquanto o outro não havia vencido sequer amistosos nesta temporada. Portanto, a lógica era... Lógica? O futebol mostrou mais uma vez na noite desta quarta-feira (8) que é dentro das quatro linhas que se decide e empurrado por mais 2,5 mil torcedores que estiveram no estádio Douradão, o Sete de Setembro soube derrubar o River, até então invencível, que tinha a vantagem do empate, porém, com um gol nos minutos finais do primeiro tempo, o time sul-mato-grossense fez 1 a 0 na equipe do Piauí e garantiu vaga na segunda fase da Copa do Brasil, logo em sua primeira participação.

O gol histórico para o clube douradense foi marcado pelo zagueiro Juan, aos 45 minutos da etapa inicial. O defensor, aliás, deu a volta por cima em uma semana, já que havia sido muito criticado após uma falha que resultou no gol do Naviraiense contra o Sete na estreia pelo estadual e hoje marcou um dos gols mais importantes da história do tricolor de Dourados.

Com a classificação, o Sete viajará até Recife/PE para enfrentar o Sport, que goleou o CSA/AL por 4 a 1. O confronto será novamente em jogo único, no entanto, desta vez nenhuma das equipes terá vantagem nos resultados, com o empate encaminhando a decisão da vaga para os pênaltis. O mando foi definido junto ao sorteio inicial dos confrontos e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deverá confirmar após o encerramento da primeira fase, as datas dos próximos jogos na competição, que acontecerá no dia 22 deste mês e 1º de março.

O Jogo

Mais de 2,5 mil pessoas estiveram presentes no Douradão
apoiando o Sete para classificação (Foto: Reprodução)
O regulamento permitia ao River controlar o resultado desde o primeiro minuto já que o empate lhe concedia a vaga, porém nos lances iniciais do jogo, o que se viu foi uma equipe ofensiva, tentando definir o quanto antes a classificação, mas sem efetivamente um grande chance, a equipe piauiense resumiu seu domínio ao alto índice de posse de bola.

Com o controle do jogo depois do forte ritmo empregado pelos visitantes, o Sete foi quem criou a primeira grande chance da partida, somente aos 30 minutos, em jogada que começou com uma cobrança de lateral de Diego Bahia e que após um desvio de Pablo, o atacante Jefferson encaixou uma bela bicicleta, porém a bola passou ao lado da trave, indo pra fora.

Em busca de descer aos vestiários com a vantagem, o Sete foi quem apertou o ritmo e aos 41 minutos por pouco não abriu o placar com Pablo, que girou bem sobre o marcador e chutou para defesa do goleiro Leandro. Dois minutos depois um susto: em contra-ataque, o atacante Viola, do River, marcou, mas o gol foi anulado por impedimento. O alivio do torcedor foi coberto aos 45 minutos por mais felicidade ainda quando Jefferson aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou para o meio da área, onde estava Juan, sozinho para empurrar às redes e abrir o placar.

Pela primeira vez em desvantagem, a proposta do River para o segundo tempo era pressionar e isso ficou bem claro logo aos dois minutos em chute de Rossales de fora da área que o goleiro Alan Tobias salvou. O problema é que a vontade de buscar o empate na equipe piauiense se tornou afobação e os jogadores começaram a erras lances bobos.

O Sete aproveitava as falhas e nos contra-ataques teve inúmeras chances de matar o confronto. Aos 16 minutos, o goleiro Leandro salvou chute de Jefferson; oito minutos depois Guina apareceu sozinho de frente pro gol após falha do arqueiro em cobrança de escanteio, mas o volante – sem contar com o vacilo de Leandro – mandou incrivelmente pra fora.

Com a classificação se aproximando, os jogadores do Sete começaram a segurar o resultado e o técnico Mauro Marino fechou o time, esperando o River chegar. Aos 39 minutos, em lançamento pelo meio, Viola saiu de frente para o goleiro do Sete, Alan Tobias, que foi mais rápido e cortou o lance antes da conclusão. Nos cinco minutos finais dos acréscimos, a torcida se mostrou o 12º jogador e juntos, seguraram o placar até o apito final, que garantiu o Sete, em sua primeira participação, na segunda fase da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA – SETE DE SETEMBRO 1 x 0 RIVER/PI

Local: Estádio Douradão, em Dourados
Data: domingo, 5 de fevereiro de 2017
Horário: 20h30 (de Mato Grosso do Sul)
Árbitro: Cleber Vaz da Silva (GO)
Assistentes: Adailton Fernandes Menezes (GO) e Ygor Monteiro de Miranda (GO)
Público: 2.542 presentes
Renda: R$ 32.825,00
Gols: Sete: Juan, aos 45’ do primeiro tempo.

SETE DE SETEMBRO: Alan Tobias; Bahia, Juan, Ramon Baiano, Breno; Guinha, Pavão, Jô, Gustavo; Jefferson (Rafael Primo), Pablo.
Técnico: Mauro Marino

RIVER/PI: Leandro; Rossales, Gustavo Eugênio (Alan Miguel), Oscar Brizuela e Wesley; Amorim, Humberto e Osmar; Rodrigo Tiuí (Cleber Lucas), Negueba e Viola.
Técnico: Waldemar Lemos

Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.