Header Ads

Comercial é denunciado pela Anaf por não pagar arbitragem em jogo da Copa do Brasil



Arbitragem ainda não foi ressarcida pelo Comercial
(Foto: Reprodução/Portal no Ar)
A crise financeira que o Comercial enfrenta poderá gerar punição ao clube junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Colorado foi denunciado pela Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf) por não pagar as taxas de arbitragem da partida diante do Joinville, no último dia 15, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Para trabalhar na competição, os árbitros escalados são responsáveis pelas despesas como passagem de deslocamento e diárias em hotéis, sendo ressarcido pelo clube mandante após a partida. Além deste custeio, o Comercial deve pagar uma taxa pela participação da arbitragem no jogo, no entanto, segundo a Anaf, nenhuma das obrigações foi cumprida pelo clube. Conforme apurado pelo Arquibancada MS, o valor das despesas chega a R$ 10,7 mil e a CBF já teria inclusive enviado uma nota de repúdio contra a atitude do clube.

Apesar de não ter nenhuma punição prevista, a CBF pode notificar o Comercial por infringir o Estatuto do Torcedor. Vale lembrar que no início do ano, o Colorado chegou a ser suspenso pela Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por não pagar multas de julgamentos. “Solicitamos as providências cabíveis para que a equipe de arbitragem seja ressarcida”, diz a nota da Anaf.

Na partida diante do Joinville, o trio de arbitragem foi composto pelos mineiros Wanderson Alves de Sousa, de 32 anos, Ricardo Junio de Souza, também de 32 anos, e Felipe Alan Costa de Oliveira, de 27. O sul-mato-grossense Paulo Henrique Schleich Vollkopf foi o quarto-árbitro. O time catarinense venceu o confronto por 1 a 0 no estádio Morenão e avançou à segunda fase do torneio.

Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.