Header Ads

Gerente de futebol e garoto propaganda: Muller acerta com Sete para elevar nome do clube pelo país

Muller chega ao Sete de Setembro com a responsabilidade
de elevar o nome do time (Foto: Toca da Cotia)
O Sete de Setembro anunciou nesta terça-feira (20) o tetracampeão com a Seleção Brasileira, Muller, como gerente de futebol do clube. O acerto com o campo-grandense de nascimento aconteceu por meio da TNY Sports, empresa que comanda o futebol do time douradense, sendo assim, o ex-jogador atuará diretamente no tricolor.

Além da função específica como diretor de futebol do clube, onde o trabalho será em busca de seduzir jogadores com apelo nacional a se transferir ao clube sul-mato-grossense, Muller também será usado como garoto propaganda, levando o nome do clube a programas esportivos e a eventos de grande repercussão midiática.

De acordo com o gestor do Sete e proprietário da TNY Sports, Tony Montalvão, já está sendo preparada uma série de ações para ligar o nome do ex-jogador ao clube, tendo como principal, a criação de uma marca esportiva chamada ‘M7’, em alusão à letra inicial do nome do agora dirigente, o número que utilizava nos principais clubes onde jogou e ao nome do clube.

Esta será a terceira experiência do ex-jogador como dirigente. Entre 2008 e 2009, Muller desempenhou a função de manager no Santo André, porém não obteve bons resultados e acabou deixando o clube. Cinco anos depois atuou como diretor técnico no Grêmio Maringá, também sem sucesso novamente. O gestor deve ir à Dourados em janeiro para conhecer o clube e o elenco que se apresentará em 3 de janeiro.

Mais sobre Muller

O sul-mato-grossense é um dos ídolos do São Paulo (Foto: JP)
Como jogador, Muller atuou em 13 clubes, entre eles grandes como Corinthians, Palmeiras, Santos, Cruzeiro e São Paulo, onde conseguiu maior destaque, além de jogar na Itália e Japão. Pela Seleção Brasileira, o atacante jogou 59 vezes e marcou 12 gols.

Após encerrar a carreira no Ipatinga em 2004, o ex-atacante retornou ao futebol para ser treinador, cinco anos mais tarde, no Grêmio Maringá/PR, onde foi demitido logo depois da estreia. Na sequência passou por Sinop/MT, sendo mandado embora após sumir do clube por dias, e Imbituba/SC, rebaixando o clube a segunda divisão do Campeonato Catarinense.

Em 2012, após declarar ter perdido todo o dinheiro conquistado no futebol, foi contratado pelo canal Sportv para ser comentarista, mas deixou a emissora alegando tristeza em não ser escalado para cobrir a Copa do Mundo. Seu último ato de destaque foi o retorno ao futebol, em 2015, ao 49 anos, pelo Fernandópolis/SP, atuando uma única partida.

Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.