Header Ads

UFMS deve autorizar reforma do estádio Morenão nesta sexta-feira

Estádio está interditado desde o segundo semestre de 2014
e obras já estão atrasada (Foto: Governo do Estado)
A reforma do estádio Morenão começa a sair do papel. Nesta sexta-feira, representantes da Federação de Futebol (FFMS), Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte) e da Universidade Federal (UFMS) - administradora do estádio - assinam acordo de cooperação técnica. Na prática, a universidade autoriza que a federação execute os serviços de adequação no Morenão.

Anunciadas para começar no dia 3 de novembro, as obras emperraram na burocracia. Devido à troca de comando este mês na UFMS, a gestão anterior da universidade não assinou a autorização. O atual reitor, Marcelo Augusto Santos Turine, assumiu na semana passada o compromisso de autorizar as obras o mais rápido possível.

Entre os segurança que o Morenão deve receber com as obras, estão a instalação de corrimãos nas escadarias e a elevação a altura dos guarda-corpos nas muretas. A FFMS vai investir R$ 150 mil na reforma, com estimativa de que o serviço seja executado em 30 dias. Em outra frente de trabalho, o campo de jogo também vai precisar de reparos. O gramado terá de ser revitalizado, e as marcações terão de ser refeitas de acordo com o padrão Fifa (105 x 68 metros). Outra adequação necessária é com relação às traves, que estão fora da medida correta (7,32 x 2,44 metros).

Caso o estádio seja liberado para o Campeonato Sul-Mato-Grossense 2017, três clubes de Campo Grande seriam diretamente atendidos: Comercial, Operário e Novoperário. Há ainda outros dois clubes na segundona que brigam por acesso à elite: União/ABC e Moreninhas. Esta é a primeira etapa das reformas pretendidas para o estádio. A revitalização total do Morenão ainda está em fase de estudos pelo Governo do Estado.

Com informações do Globo Esporte
Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.