Header Ads

Especial Sub-17 - Sete de Setembro

Equipe é a única com 100% de aproveitamento (Foto: Noé Faria)

Vitórias. Única palavra que resume a campanha do Sete de Setembro até aqui na competição. Com 100% de aproveitamento, a equipe tenta manter a série de bons resultados e chegar à decisão. Com seis partidas disputadas até o momento, o Ubiratan, rival local, foi quem mais sofreu com o tricolor durante a campanha, perdendo três vezes os clássicos.

No grupo com o Leão e o Juventude, na primeira fase, o Sete garantiu a liderança com folga, passando por 6 a 0 pelo time de Itaporã e a primeira vitória no clássico, por 3 a 1, de virada. O adversário na segunda fase foi a Serc, onde a equipe teve, segundo o técnico Gaúchinho, o jogo mais difícil devido ao cansaço dos garotos e pelo calor que estava no estádio no dia, vencendo por 1 a 0. No jogo de volta, outro triunfo, desta vez por 2 a 0.

Ubiratan foi a maior vítima, com três derrotas na competição
(Foto: Noé Faria)
Para garantir vaga entre os quatro melhores, o tricolor teve novamente pela frente o Ubiratan. Na ida, vitória magra por 1 a 0 e na volta, mesmo saindo atrás do placar, assim como no jogo da fase de grupos, conseguiu se recuperar e vencer novamente, por 4 a 2.

“O comprometimento deles é um fator positivo que faz com que o time chegue e brigue. Saímos duas vezes perdendo contra o Ubiratan e fomos buscar o resultado, então o comprometimento de todos do grupo, até os que não vêm jogando, dos que estão inscritos desde o começo, mas vão estrear ainda, é determinante. É um correndo pelo outro”, disse o técnico.

Assim como destacou o presidente do Seduc, Wilson Santana, o técnico Gaúchinho comemora o fato da equipe formada poder ser reaproveitada no próximo ano, já que apenas oito jogadores de todo o elenco estão no limite da idade para a categoria.

Para o primeiro jogo contra o Conquista, o clube terá apenas um desfalque, por excesso de cartões amarelos e o técnico promete seguir da mesma forma e representar Dourados da melhor forma. “Estamos treinando normal, igual sempre treinamos. A gente sabe da responsabilidade que temos em representar a cidade de Dourados. Não é só o Sete, agora é Dourados. Tinha o outro time da cidade, mas acabou ficando só nós e temos que fazer nosso melhor, trazendo o título pra cá”, conclui.

Esta matéria faz parte do especial sobre as equipes semifinalistas do sub-17. Confira os demais sobre o CenaConquista e Seduc.
Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.