Header Ads

Rei da base, Mauro Marino sonha em fazer com o Novoperário a melhor campanha do Estado na Copa SP

Mauro Marino chega a sua quinta Copa São Paulo seguida
(Foto: Anderson Ramos/OFC)
Pela quinta vez nos últimos seis anos a rotina de Mauro Marino nos meses finais do ano será a mesma: preparar-se para a Copa São Paulo de Futebol Junior. Não atoa chamado de “rei da base”, o atual técnico do Novoperário registrou no último sábado (17) um feito para poucos, a quinta classificação consecutiva para a maior competição de base do futebol brasileiro, coroada na segunda-feira (19) com o título do estadual sub-19 sobre o Operário, sua terceira conquista na competição.

Campeão por duas vezes com o Aquidauanense e na segunda colocação uma vez com o azulão e outra com o Comercial, Marino chega a mais uma Copa São Paulo buscando superar a melhor campanha do Estado no torneio, em 2014, com o time de Aquidauana, que superou a primeira fase e caiu na etapa seguinte para o Atlético/MG do então técnico Rogério Micale, hoje na seleção brasileira sub-20. “A gente precisa dar nossa parcela de contribuição para que o futebol sul-matogrossense se fortaleça na base e automaticamente o futebol profissional também vai se fortalecer”, afirmou o técnico.

Atualmente em descanso após a conquista do Campeonato Sul-Matogrossense sub-19, Marino divide os créditos do sucesso nas categorias de base do Estado à comissão técnica formada pelo preparador físico, Eliseu dos Santos, o preparador de goleiro, Betinho Freitas, e o massagista Adão Mota, que o acompanham há anos. Segundo o técnico, o processo de seleção do elenco é essencial nesta categoria. “Eu priorizo muito a escolha dos atletas. Tem que acertar mais e errar menos na hora na montagem do elenco. No Novo, eu peguei o trabalho em andamento, mesmo assim eu consegui trazer seis atletas para dar uma reforçada no elenco”, afirmou o técnico que definiu na última terça-feira (20) os jogadores que compõem o plantel do galo tricolor.

Marino chegou ao Novo no fim de julho, após o projeto de comandar o 7 de Setembro na competição sub-19 ser desfeito por problemas financeiros no time douradense. “Cheguei com as coisas já caminhando e a gente conseguiu junto com os diretores reforçar a equipe e refazer o planejamento para a disputa do estadual sub-19. Na preparação, procuramos dar um conceito de jogo que é uma tendência de mercado no futebol moderno, os meninos compraram a ideia e foram de encontro pela vontade de disputar uma Copa São Paulo, se projetar a nível de Brasil e depois ter a oportunidade de jogar no estadual da primeira divisão”, contou o treinador.

Durante a disputa do estadual, a rivalidade entre Novo e Operário ficou em evidência, chegando até a paralisar as disputas por pedido de efeito suspensivo do tricolor. Marino admite que o clima serviu de munição aos atletas para justamente contra o galo coroar o trabalho com o título.  “Teve todo esse tempero extracampo, obvio que da um clima maior porque acirrou a rivalidade com o Operário e serviu de munição. O jogo contra o Operário foi a consagração de todo esse trabalho, a cereja do bolo. É uma forte equipe, treinada pelo Paulinho, no mando de jogo deles, no Olho do Furacão. No fim do jogo conseguimos o gol que foi muito importante para a valorização do clube, atletas e comissão técnica”.

O Novo volta aos treinos em preparação para a Copa São Paulo no próximo dia 10 de outubro. Até a competição, o técnico pretende trabalhar a forma física dos jogadores e realizar amistosos.

Para 2017, o técnico ainda tem acerto firmado com o Novoperário para a disputa do Campeonato Sul-Matogrossense. “Meu acordo é verbal até o momento, portanto eles sabem que corre esse risco [de aparecer uma proposta melhor de outra equipe]”, concluiu.
Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.