Header Ads

Presidente do Operário vê volta às competições nacionais como o início da reconstrução do clube

Petrallás está a frente do Operário desde 2014
(Foto: Hélder Rafael/Globo Esporte)
Vice-campeão estadual sub-19 e com vaga garantida na Copa São Paulo de Futebol Junior após seis anos, o Operário celebra a volta às competições nacionais em 2017, onde também participará da Copa Verde pela primeira vez, graças à terceira colocação no Campeonato Sul-Matogrossense este ano.

O cenário, segundo o presidente do galo, Estevão Petrallás, é animador. Com o rebaixamento à segunda divisão estadual em 2009 e 2011 e os fracassos na tentativa de retorno à elite nos anos seguintes, o galo esteve a beira da falência, se reerguendo somente após a mudança de gestão, em 2014. O foco agora é voltar a disputar as principais séries nacionais nos próximos anos. "Vamos brigar pela vaga no Campeonato Brasileiro da Série D e logo estaremos em outras etapas, apostando nesses meninos aqui de Campo Grande, formados com a identidade do Operário”, disse Petrallás ao Arquibancada MS.

Na última segunda-feira (19), logo após a derrota para o Novoperário por 1 a 0, que tirou o título estadual do alvinegro, a diretoria do clube se reuniu e analisou os resultados obtidos, decidindo a partir do próximo ano criar as categorias sub-13, sub-15, sub-17 e uma equipe de futebol feminino, além de manter o sub-19. “Isso tudo é para que possamos criar novos valores para a equipe principal do Operário. Nós queremos que esses garotos possam ter um mercado fora do Estado, mas também que eventualmente possam servir com a camisa do clube, criando uma identidade muito maior do que os jogadores que vêm de fora e ficam um período curto”, afirmou o mandatário.

Com a presença na Copa São Paulo garantida, o Petrallás afirma que este era o objetivo do clube desde que lutou na Justiça pela vaga e ele foi alcançado, independente do título. “Encaramos de forma muito positiva a conquista da vaga. Ninguém está lamentando, até porque o resultado do jogo foi consequência de um bate-rebate, faltando dois minutos e aconteceu o gol. Quem assistiu ao jogo viu que predominou a técnica da nossa equipe. Os meninos estão trabalhando há 60 dias com o objetivo de classificar para a Copa São Paulo e o este foi alcançado, junto ao campeão. A única desigualdade é o tamanho do troféu, que pra nós não vai importar”, disse, alfinetando o Novo, campeão e rival no campo e nos tribunais durante o torneio.

De acordo com o presidente, os atletas inscritos para a competição nacional, definidos na última terça-feira (20), terão folga de duas semanas, voltando aos trabalhos após a primeira semana de outubro, onde será feito um trabalho físico, técnico e tático até janeiro, quando se inicia a Copa São Paulo.

Ciente do desnível técnico da competição nacional em relação ao futebol sul-matogrossense, Petrallás conta que o galo chega ao torneio sem muita aspiração, no entanto, buscando representar da melhor forma possível o futebol do Estado. “O objetivo é mostrar para o Brasil que o verdadeiro Operário está de volta ao cenário nacional. A partir disso, conquistar os melhores resultados, mas muito conscientes de que ainda estamos iniciando um trabalho e que nenhum resultado desfavorável vai nos causar um desconforto. Estamos cientes da dificuldade”, conclui.

A Copa São Paulo de 2017 tem início previsto para 2 de janeiro e fim em 25 de janeiro, data de aniversário da capital paulista. Os grupos e tabela completa deverão ser divulgados apenas em novembro, em cerimônia na FPF.
Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.