Header Ads

Em estado irregular, gramado do Jacques da Luz passará por estudo e estádio pode ser interditado para Série B

Estádio, localizado no bairro das Moreninhas, poderá não
receber jogos na Série B (Foto: Jeferson Ageitos/TV Morena)
Um dos poucos lugares aptos para receber jogos em Mato Grosso do Sul, o estádio Jacques da Luz, localizado no bairro das Moreninhas, poderá ser interditado pela prefeitura de Campo Grande para a Série B do Campeonato Sul-Matogrossense, que se inicia em novembro. 

De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Esportes de Campo Grande (Funesp), Luiz Alberto Antunes, o Melão, o gramado passará nos próximos dias por um estudo devido seu estado irregular, podendo ser embargado, dependendo do resultado. “Até o dia 10 [de outubro] vamos ter uma definição. Esperamos que chova, porque somente a irrigação dele não está conseguindo melhorar o gramado”, afirmou Melão.

O representante da Funesp disse ainda que somente após o resultado dos laudos poderá dar um parecer sobre a realização das partidas da Série B no estádio, mas esta não é a prioridade. “Eu não posso comprometer o gramado por causa de jogo de futebol. Ali não é usado apenas para isso e sim para outros esportes como o futebol americano, além das escolinhas e a própria comunidade das Moreninhas”, destacou.

O estádio é o único da capital com todos os laudos aprovados e entregues na Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS). Na última sexta-feira (23), representantes de Moreninhas e União/ABC se reuniram com na Funesp para assinar o contrato decedência do Jacques da Luz para o restante no ano

Para o local estava previsto, inicialmente, a realização de ao menos nove jogos da Série B estadual, que se inicia em novembro, porém, com a desistência do Cene, confirmada na última quinta-feira (29), o número de partidas deve passar para quatro, podendo aumentar caso algum time da capital chegue à final.

Até o momento, além do estádio nas Moreninhas, somente o Douradão tem permissão da FFMS para receber jogos da Série B, no entanto, o Ubiratan, dono da casa, pode sequer participar da competição. Dentre as demais equipes integrantes da segunda divisão, Maracaju, Urso, de Mundo Novo, e Coxim ainda não conseguiram a aprovação de todos os laudos de suas casas e seguem sem definição sobre onde mandarão suas partidas.

Em contato com o Arquibancada MS, o presidente do Jaú, Antônio Mascarenhas, afirmou estar com todos os laudos aprovados, exceto o doCorpo de Bombeiros, no entanto, espera consegui-lo até esta sexta-feira (30), prazo máximo estipulado pela FFMS. Segundo o mandatário, caso não consiga a aprovação a tempo, outra opção seria mandar os jogos no estádio de Campo Grande. “Estão exigindo como se fosse o Maracanã. Nosso campeonato não é de levar muito torcedor ao estádio. A Série A já leva pouco, então a Série B leva menos ainda. Estamos tentando tirar os alvarás, mas está difícil. Estamos correndo atrás”, concluiu.
Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.