Header Ads

STJD marca para sexta julgamento de adversário do Comercial por escalação irregular de oito atletas

Julgamento ocorre às 10h30, no Rio de Janeiro
(Foto: GloboEsporte)
O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) agendou para a próxima sexta-feira (2/9), às 10h30, o julgamento do Barcelona/RJ pela escalação de oito atletas irregulares na vitória por 1 a 0 sobre o Comercial, pela partida de ida da primeira fase da Copa do Brasil, na última quarta-feira (24).

Em nota no site oficial da entidade, é citado apenas os nomes de seis jogadoras (Bruna Amorim Petrelli, Cindy de Oliveira Baptista, Daniela Pereira Willemen, Evellen Aparecida Barbosa, Tamires de Oliveira da Silva e Teresa Cristina da Silva Freitas), no entanto, conforme apurou o Arquibancada MS, a zagueira Camila de Azevedo Caldeiras Jose e a meio-campista Leticia Lisieux Andrade dos Santos também atuaram no confronto de forma irregular, já que seus nomes foram publicados no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no mesmo dia da partida, desrespeitando assim o artigo 5º do Regulamento Específico da competição, que afirma que podem atuar apenas atletas “cujos  nomes  constem do  BID  publicado até o  último dia  útil  que  anteceder  a  cada partida”, descreve.

A expectativa é que o time sul-matogrossense avance à segunda fase da competição independente do placar no jogo de volta, já que o regulamento prevê exclusão em caso de escalação irregular em torneios eliminatórios. Além da punição esportiva, o clube carioca pode ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil devido as irregularidades.

“O regulamento geral de competições é claro e diz que em caso de uma competição mata-mata a punição é exclusão do campeonato, ainda mais, que sem as jogadoras irregulares elas só teriam quatro jogadoras em campo, menos do que o mínimo necessário pro jogo”, disse o presidente do colorado, Ítalo Mllhomem.

Apesar da virtual classificação, o objetivo do Comercial é confirmar a vaga dentro das quatro linhas. “A gente fica triste com essa situação. É um caso grave e muito chato de se acontecer, mas independente disso vamos focar no jogo e conseguir nossa classificação dentro de campo”, disse a técnica da equipe Romilda Campos.

O jogo decisivo acontece nesta quarta-feira (31), às 15h, no estádio Jacques da Luz, em Campo Grande. A arbitragem será por conta do campo-grandense Thiago Alencar Gonzaga, assistido pela três-lagoense Daiane Caroline Muniz dos Santos e pelo douradense Cícero Alessandro de Souza.
Copyright © 2016 Arquibancada MS. Todos os direitos reservados.. Tecnologia do Blogger.